Home / Blog / Empreendedorismo feminino no Brasil: um panorama sobre a presença das mulheres no mercado empreendedor

Empreendedorismo feminino no Brasil: um panorama sobre a presença das mulheres no mercado empreendedor

Confira um panorama sobre o empreendedorismo feminino no Brasil e veja 3 dicas essenciais para mulheres que querem abrir uma empresa.

Sem tempo para ler? Que tal ouvir esse texto? Clique no play e ouça a matéria:


Felizmente, estamos vivendo um momento em que as mulheres estão cada vez mais ocupando espaços antes dominados por homens. Exemplo disso é a presença crescente delas no mercado empreendedor, com muito sucesso.

O aumento na quantidade de mulheres que decidem abrir o próprio negócio é um movimento que vem ganhando força, o que tende a impactar positivamente a economia do nosso país.

Neste artigo, traçamos um panorama sobre o empreendedorismo feminino no Brasil com base em pesquisas recentes. Continue a leitura para entender como anda o atual cenário sobre essa temática e confira algumas dicas essenciais para as mulheres que querem ser donas de uma empresa.

Leia também: Ideias de negócios para trabalhar em casa: 9 dicas para quem quer empreender

Mulheres empreendedoras: um panorama sobre o cenário atual

Representatividade e empoderamento feminino podem ser consideradas palavras da década. Nos últimos anos, tem-se discutido muito sobre a importância do protagonismo das mulheres nas mais diferentes esferas da sociedade, inclusive na esfera do empreendedorismo.

A partir de 2015, que foi quando a crise econômica no Brasil começou a se acentuar, muitas mulheres se viram desempregadas ou viram seus maridos serem demitidos. A solução que elas encontraram para garantir a renda de suas famílias foi empreender.

Uma pesquisa realizada no final de 2018 pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) mostrou que o Brasil possui aproximadamente 24 milhões de mulheres empreendedoras. Este número é um pouco menor que o total de homens empreendedores (cerca de 25 milhões).

O que esse estudo mostrou também é que as empreendedoras possuem maior escolaridade que os empreendedores homens. Veja a seguir alguns dados importantes que ajudam a traduzir o atual cenário de empreendedorismo feminino no Brasil. Antes, assista este vídeo do Sebrae e conheça histórias de sucesso de mulheres empreendedoras:


Confira também: As 10 táticas de marketing para MEI que vão fazer de seu negócio um sucesso

Principais dados sobre empreendedorismo feminino no Brasil

  • As empresas abertas por necessidade de uma nova renda é maior entre as mulheres do que entre os homens: 44% contra 32%;
  • A idade média das mulheres que são donas do próprio negócio é inferior à idade dos homens: 43,8 anos contra 45,3 anos;
  • As mulheres empreendedoras possuem escolaridade 16% superior à escolaridade dos empreendedores homens;
  • Os rendimentos das mulheres empreendedoras são 22% inferiores ao dos homens donos de negócio;
  • 25% das mulheres empreendedoras exercem suas atividades econômicas no próprio domicílio;
  • 86,5% dos empreendimentos conduzidas por mulheres apresentam porte menor, com nenhum funcionário contratado;
  • As empreendedoras pedem empréstimo nos bancos com menor frequência do que os homens empreendedores;
  • O valor médio tomado nos empréstimos por elas é inferior ao valor médio tomado por eles: R$ 67.492,00 contra R$ 80.563,00;
  • As taxas de juros cobradas das mulheres são superiores às taxas de juros cobradas dos homens: 34,6% contra 31,1%;
  • Já a taxa de inadimplência entre as mulheres empreendedoras é inferior à taxa dos homens: 3,7% contra 4,2%;
  • As mulheres que são Microempreendedores Individuais (MEIs) costumam se envolver mais em atividades relacionadas à beleza, moda e alimentação.

Leia também: Porque formalizar microempreendedor individual MEI?

3 dicas essenciais de empreendedorismo para as mulheres

Agora que você já sabe mais sobre o cenário de empreendedorismo feminino no Brasil, confira a seguir algumas dicas fundamentais para as mulheres que querem investir em alguma ideia de negócio e abrir a própria empresa.

1 - Busque o autoconhecimento

A primeira dica para as mulheres que querem empreender é buscar se conhecer, identificar seus talentos e vocações e entender o que te faz feliz.

Assim, ficará mais fácil saber em qual atividade econômica investir.

2 - Faça uma pesquisa de mercado

Suponhamos que você, mulher, queira abrir um salão de beleza. Será que o mercado já está saturado demais? O que você poderia oferecer como um diferencial para cativar o seu público? Qual as necessidades do seu público? Quem seriam seus principais concorrentes? Entender o mercado que você quer se inserir é determinante para o sucesso do seu empreendimento.

Este post de nosso blog pode ajudar você: O que é Canvas e como criar um para a sua empresa em 4 passos

3 - Procure ter uma autoestima financeira

A autoestima financeira se refere a ter segurança e autonomia para lidar com o próprio dinheiro. Assumir o controle sobre as finanças do negócio é imprescindível para as mulheres que querem alcançar o sucesso com seus empreendimentos.

Procure fortalecer esse aspecto. Seja confiante em relação ao gerenciamento de suas próprias finanças. Isso fará com que você tome melhores decisões sobre a sua empresa.

Esse foi o nosso panorama sobre empreendedorismo feminino no Brasil. Apesar dos avanços, ainda há muita coisa a ser feita para que as mulheres possam aumentar sua participação no mercado empreendedor, o que seria muito benéfico para o aquecimento da economia nacional.

Saiba mais: Aprenda como ser um empreendedor de sucesso com 5 frases de grandes líderes

Quer algumas dicas de como fazer o planejamento de seu negócio? Então, use nosso ferramenta gratuita: Plano de Negócio Canvas

Equipe Qipu

Jan/27/2020

Contabilidade Online , Contabilidade Online Qipu , Contbilidade Simples Nacional , Simples Nacional , Microempreendedor Individual , Empreendedorimos feminino

Compartilhe

Facebook Twitter Linkedin Google+

Não deixe de ler também

BAIXE GRÁTIS O APLICATIVO | Ou acesse a versão web