Home / Blog / Quais são os benefícios do MEI e o que fazer para recebê-los

Quais são os benefícios do MEI e o que fazer para recebê-los

Entenda quais são os benefícios do MEI, como cada um funciona e o que fazer para ter acesso a esses direitos previdenciários.

Sem tempo para ler? Que tal ouvir esse texto? Clique no play e ouça a matéria:


Você sabe quais são os benefícios do MEI?

A opção de abrir um negócio, seja vender online, prestar serviços ou qualquer outra atividade que exerça sozinho, e se tornar um Microempreendedor Individual é bastante interessante para os cidadãos que trabalham como autônomos e querem se formalizar.

Ao fazer o cadastro de MEI, é possível ter acesso a 6 importantes benefícios previdenciários.

Neste artigo, você vai conferir quais são os benefícios do MEI, como cada um funciona e de que maneira você pode recebê-los.

Leia também: Conheça os benefícios e vantagens de ser um MEI – Microempreendedor Individual

Quais são os benefícios do MEI?

Antes de falarmos quais são os benefícios do MEI, é importante salientar que, para recebê-los, o Microempreendedor Individual precisa estar em dia com as suas contribuições mensais.

Ou seja, é necessário fazer o pagamento do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), o qual contém todos os impostos que o MEI deverá pagar mensalmente para manter o seu cadastro de CNPJ ativo e poder ter acesso aos benefícios previdenciários.

Está pagando os seus boletos corretamente? Então agora é hora de verificar quais benefícios você tem direito.

  • Salário-maternidade: Para obter este benefício é necessário realizar 10 meses de contribuição.
  • Auxílio-doença: Para obter este benefício é necessário realizar 12 meses de contribuição.
  • Auxílio-reclusão: Para obter este benefício é necessário realizar 24 meses de contribuição.
  • Pensão por morte: Para obter este benefício é necessário realizar 24 meses de contribuição.
  • Aposentadoria por invalidez: Para obter este benefício é necessário realizar 12 meses de contribuição.
  • Aposentadoria por idade: Para obter este benefício é necessário realizar 180 meses de contribuição.

Agora, veja mais detalhes de cada um desses benefícios!

1. Salário-maternidade

As mulheres cadastradas como Microempreendedoras Individuais podem ter acesso ao salário-maternidade por 120 dias em casos de gravidez ou adoção de crianças.

Para obter este benefício, a MEI precisa ter contribuído para a Previdência Social por um período de, no mínimo, 10 meses. Na solicitação, é necessário apresentar o RG, CPF, certidão de nascimento da criança ou documento de adoção e todos os comprovantes de pagamento da DAS.

Em casos de aborto previstos em lei ou quando a criança já nasce morta, a Microempreendedora Individual também tem acesso ao benefício por um período de 14 dias. Os homens que são MEIs também podem receber o salário-maternidade quando houver falecimento da mãe ou adoção da criança.

A MEI tem até 5 anos para se beneficiar do salário-maternidade. O prazo é contado a partir da data de nascimento da criança.

2. Auxílio-doença

O auxílio-doença é um benefício concedido aos Microempreendedores Individuais que se acidentam ou que se encontram temporariamente incapacitados de exercer suas atividades.

Para ter acesso ao auxílio-doença, é preciso ter pelo menos 12 meses de contribuição. Porém, há uma lista de doenças que não necessitam do período de carência para serem contempladas pelo benefício:

  • Paralisia (irreversível ou incapacitante);
  • Alienação mental;
  • Cardiopatia grave;
  • Neoplasia maligna;
  • Tuberculose;
  • AIDS;
  • Cegueira;
  • Hanseníase;
  • Contaminação por radiação;
  • Nefropatia grave;
  • Mal de Parkinson;
  • Espondiloartrose.

A solicitação do benefício deverá ser feita em 30 dias após o ocorrido.

3. Auxílio-reclusão

O auxílio-reclusão é um benefício previdenciário destinado aos dependentes do Microempreendedor Individual. Para que a família do MEI possa ter acesso ao auxílio-reclusão, é necessário que haja, no mínimo, 18 meses de contribuição.

Este benefício é pago para os dependentes do MEI quanto este encontra-se preso em regime fechado ou semiaberto.

Existem alguns requisitos para que os beneficiários possam ser contemplados com o auxílio-reclusão:

  • O cônjuge ou companheiro (a) precisa comprovar que estava casado ou em união estável na data em que o MEI foi detido;
  • Os filhos devem ser menores de 21 anos de idade, exceto em casos de invalidez ou deficiência;
  • Os pais do MEI precisam comprovar dependência econômica;
  • Os irmãos do MEI também precisam comprovar dependência econômica e serem menores de 21 anos de idade, exceto em casos de invalidez ou deficiência.

A duração do benefício é de 4 meses nos casos em que o Microempreendedor Individual tenha contribuído por um período inferior a 18 meses ou quando o casamento ou união estável tenha menos de dois anos na data da prisão.

Caso o MEI já tenha contribuído por pelo menos 18 meses e esteja casado ou em união estável por mais de dois anos, a tabela para a duração do benefício é a seguinte:


Idade do dependente na data da prisão Duração máxima do benefício
Menos de 21 anos 3 anos
Entre 21 e 26 anos 6 anos
Entre 27 e 29 anos 10 anos
Entre 30 e 40 anos 15 anos
Entre 41 e 43 anos 20 anos
A partir de 44 anos Vitálicio


4. Pensão por morte

Assim como o auxílio-reclusão, a pensão por morte é também um benefício concedido aos dependentes do Microempreendedor Individual. Para que os beneficiários tenham acesso a pensão por morte, o MEI precisa ter contribuído para a Previdência Social por, no mínimo, 18 meses.

A duração do benefício é de 4 meses, contando a partir da data do óbito, nos casos em que o segurado tenha feito menos de 18 contribuições mensais ou se o tempo de casamento ou união estável for inferior a dois anos.

Caso o MEI já tenha contribuído por pelo menos 18 meses e esteja casado ou em união estável por mais de dois anos, a tabela para a duração do benefício é a seguinte:


Idade do dependente na data do óbito Duração máxima do benefício
Menos de 21 anos 3 anos
Entre 21 e 26 anos 6 anos
Entre 27 e 29 anos 10 anos
Entre 30 e 40 anos 15 anos
Entre 41 e 43 anos 20 anos
A partir de 44 anos Vitálicio


A mesma tabela vale para casos de morte por acidente de qualquer natureza, mesmo que o tempo de contribuição seja inferior a 18 meses.

A pensão por morte também se aplica em casos de desaparecimento com morte presumida e judicialmente declarada.

5. Aposentadoria por invalidez

A aposentadoria por invalidez é concedida quando o MEI, por algum motivo, encontra-se permanentemente incapacitado de exercer suas atividades. Este benefício tem um período de carência de 12 meses.

Se a invalidez do MEI fizer com que ele necessite de um acompanhante, será acrescido 25% do valor de seu benefício. O beneficiado poderá passar por reavaliações do INSS a cada dois anos.

6. Aposentadoria por idade

Quem é MEI também pode se aposentar por idade. Para ter acesso a aposentadoria, é preciso ter contribuído por pelo 180 meses, ou 15 anos.

Além disso, a idade mínima para mulheres é de 60 anos e, para os homens, 65 anos.

Se, antes de se tornar um Microempreendedor Individual, o MEI já tiver contribuído para a Previdência Social, esse tempo é levado em consideração para conceder o benefício.

Leia também:

Ficou claro quais são os benefícios do MEI?

Todos os benefícios podem ser solicitados pelo telefone 135 ou no sistema Meu INSS, disponível no site da Previdência Social. O valor dos benefícios é sempre de um salário mínimo vigente.

Quer saber mais sobre os benefícios previdenciários? Acesse o app do Qipu, clique no campo benefícios e confira as leis e normas referentes à cada benefício.

E para ficar ainda mais informado, baixe nosso e-book gratuito: Quais as vantagens e benefícios de ser um MEI

Equipe Qipu

Jun/6/2017

Benefícios , Benefícios MEI , Aposentadoria por idade MEI , Auxílio maternidade MEI , Pensão por morte MEI , MEI , Aposentadoria por invalidez , DAS

Compartilhe

Facebook Twitter Linkedin Google+

Não deixe de ler também

BAIXE GRÁTIS O APLICATIVO | Ou acesse a versão web