Home / Blog / Passo a passo: como fazer um fluxo de caixa para MEI

Passo a passo: como fazer um fluxo de caixa para MEI

Veja um passo a passo de como fazer fluxo de caixa para MEI e também como usar um App desenvolvido especialmente para ajudar MEIs.

Se você está entrando agora para o mundo desafiador do empreendedorismo, já deve ter ouvido falar em fluxo de caixa para MEI.

Mesmo tendo um nome longo, parecendo ser algo altamente complexo e que precisa de conhecimentos elevados sobre assuntos de contabilidade, é exatamente o contrário.

Claro, ter um conhecimento básico sobre números e manusear o Excel ou qualquer outro aplicativo de planilhas pode vir a ser um diferencial.

Mas todo o aprendizado pode vir com o tempo. Não é preciso ser um especialista em empresas para que você possa abrir uma e se dar bem como empreendedor.

Basta ter controle sobre o dinheiro, mantendo todas as dívidas e entradas organizadas e quitadas, que tudo fluirá.

No entanto, caso ainda tenha dúvidas a respeito de como tudo funciona ou queira desvendar o que realmente significa e como um MEI poderá fazer seu fluxo de caixa, as dicas listadas abaixo irão te ajudar.

Leia também: Você sabe como utilizar o fluxo de caixa?

Por que fazer um fluxo de caixa para MEI?

Essa é uma alternativa viável, que pode ajudar não somente o MEI, mas qualquer empreendedor que deseje manter um negócio ativo zelando por uma boa gestão empresarial.

Com o auxílio de um fluxo de caixa, a entrada e saída do dinheiro é controlada de uma maneira que não haja surpresas em seus negócios.

Fazendo um planejamento mensal dos gastos, o MEI poderá visualizar seus ganhos e projetos de uma forma mais ampliada.

E caso venha a ocorrer algum imprevisto, tudo estará anotado, facilitando na hora de precisar fazer alguma retirada importante.

Além disso, com a abertura de um CNPJ, ter uma conta bancária como pessoa jurídica (PJ) pode ajudar a manter seus gastos pessoais longe das despesas de sua empresa.

Dessa forma, todo o lucro que vier a ser adquirido pela empresa, passará a ser gasto somente com as despesas geradas pelo seu empreendimento.

Tais como: funcionários, compra de novos produtos, reposição de peças para estoque, dispositivos novos e atuais.

Esse fluxo de caixa para MEI pode ser visto também como um fundo de investimento.

Onde, o empreendedor conseguirá controlar seus gastos, de forma que consiga deixar separado, alguma quantia em dinheiro para ser utilizado em benefício do seu empreendimento.

Como saber se o dinheiro gasto terá um retorno positivo?

Quando você está investindo no seu próprio negócio, é porque, de alguma forma, ele te trará algum retorno.

Para que esse retorno seja positivo, e não cause prejuízo ao seu caixa, se faz necessário que o empreendedor mantenha todas as suas despesas e ganhos organizados.

Quando você, empreendedor, possui tudo anotado em seu fluxo de caixa para MEI, saber se a sua empresa está ou não dando lucros é uma tarefa simples.

Então, realizar investimentos com esses valores excedentes pode ser uma grande ideia.

Caso não se tenha controle e se gaste todo o dinheiro recebido de forma não ordenada, seu empreendimento poderá vir a ruir.

Quando você é o seu próprio e único funcionário, comprar notebook, cadeiras e uma escrivaninha para que possa trabalhar em casa faz o seu dia render muito mais.

Então, esse mesmo esquema de compras pode ser feito caso você seja um microempreendedor que tenha mais um funcionário.

Assim, sempre que houver sobras e você sabe que não farão falta no futuro, pode investir em melhorias para o seu negócio.

Use o fluxo de caixa do Qipu

O app Qipu conta com uma funcionalidade de fluxo de caixa simples e intuitiva de usar.

Clique AQUI e baixe uma das versão do App!

Saiba mais: Aplicativo de fluxo de caixa - o controle financeiro de sua empresa na palma de sua mão

Saiba como e por onde iniciar o seu planejamento de fluxo de caixa

Se você quiser criar sua própria planilha de fluxo de caixa, para que isso seja feito de forma correta, você deverá seguir as etapas listadas abaixo, para que obtenha sucesso ao deixar seu dinheiro organizado.

Passo a passo para fazer o fluxo da caixa do MEI:

  1. Em uma planilha, coloque as informações abaixo na data em que ocorrerem. Para isso, crie linhas com as datas e colunas com os nome dos lançamentos exemplificados a seguir.
  2. Anote aquilo que você vendeu, ou seja, os valores recebidos por seus serviços ou produtos, sempre na data em que ocorreram e foram efetivamente recebidos;
  3. Caso trabalhe mais alguém com você, adicione o nome e salário gasto com os seus funcionários, na data em que são pagos;
  4. Se a sua empresa tem um local fixo, devem ser adicionadas as contas gastas para manter o local, tais como: água, energia, aluguel do prédio e internet;
  5. Mantenha também anotadas as despesas referentes às tributações geradas para manter a sua empresa aberta.

Assim, todo dia, somando as receitas e subtraindo as despesas, você sempre saberá quanto tem em caixa.

E mais que isso! Se colocar com antecedência as despesas que sabe que ocorrerão e as previsões de receitas, saberá se seu fluxo de caixa será suficiente para quitar suas obrigações em longo prazo.

Pronto, assim é que você fará seu fluxo de caixa para MEI. Uma excelente ferramenta financeira para manter suas contas em dia.u;

E se você quer explicações mais detalhadas de como criar uma planilha de fluxo de caixa, assista a este vídeo do Paulo Matos:


Veja também: Como o fluxo de caixa é gerado?

E para e tudo isso fique ainda mais fácil, baixe agora mesmo nossa planilha pronta para usar: PLANILHA controle de fluxo de caixa

Equipe Qipu

Jul/30/2020

Contabilidade Online , Contabilidade Online Qipu , Contbilidade Simples Nacional , Simples Nacional , Microempreendedor Individual

Compartilhe

Facebook Twitter Linkedin Google+

Não deixe de ler também

BAIXE GRÁTIS O APLICATIVO | Ou acesse a versão web